sexta-feira, 26 de agosto de 2016

China poderá intensificar Pacto de Cooperação Militar com a Rússia



“[...] Diante do quadro, as posições de analistas convergem para o acirramento desta rivalidade, bem como para a maior probabilidade de enfrentamentos entre ambos. Em 2016, por exemplo, a mesma RAND Corporation elaborou um Estudo de Cenário para 2025, chamado War with China – Thinking Through the Unthinkable” (“Guerra com a China – Pensando Através do Impensável”), onde realizou recomendações estratégicas aos líderes políticos e militares de ambas as potências, evidentemente com maior destaque às ações que os EUA devem tomar para mitigar os riscos de um eventual conflito militar com a China, tais como: aumentar a frota de submarinos para reduzir os efeitos das Anti-Access/Area Denial (A2/AD) chinesas, que são sistemas de defesa para negar o uso do mar por potências estrangeiras, inclusive com mísseis balísticos anti-navio (MBAN); estabelecer acordos com lideranças asiáticas – o Japão, principalmente; e aprofundar as relações militares entre os países, para melhor compreensão de suas capacidades bélicas”.


Leia o artigo completo do diretor da Montax e autor de Inteligência & Indústria - Espionagem e Contraespionagem Corporativa, Marcelo de Montalvão, publicado no jornal de relações internacionais CEIRI NEWSPAPER aqui http://goo.gl/K5KDiS

Nenhum comentário:

Postar um comentário